O que é Climatério?

A menopausa e o climatério são muitas vezes confundidos pelas mulheres por serem termos relacionados a um mesmo fenômeno em suas vidas, porém seus significados são diferentes.

A menopausa é o nome dado a última menstruação da mulher, e quer dizer que sua vida reprodutiva chegou ao fim. Ela costuma ocorrer entre as idades de 45 e 55 anos, e é o resultado de uma série de alterações no corpo feminino que começa a ser percebida antecipadamente. Essa fase de transição é chamada de climatério.

Mulher com calor

Como saber se estou no Climatério?

O climatério é um período que engloba alguns anos antes e alguns anos após a menopausa. Nele a mulher começa a sentir diversos sintomas típicos da pré-menopausa. Isso acontece porque o nível de produção de hormônios sexuais de extrema importância para o funcionamento do corpo feminino, como o estrogênio e a progesterona, começa a cair, o que desencadeia uma série de alterações no organismo.

Os sintomas mais comuns do climatério são:

Menstruação irregular

A falha na menstruação e a diferença no fluxo de sangue pode ser considerada um possível sintoma do climatério após 4 meses de ocorrência. Isso acontece porque os ovários já não estão mais ovulando como antes.

Ondas de calor

Os fogachos, como são popularmente chamados, são alterações na temperatura corporal feminina durante o dia causadas pela mudança no nível de estrogênio produzido. Os calorões sem aviso prévio podem atrapalhar as atividades diárias da mulher em casos mais recorrentes.

Mudanças de humor

As alterações de humor são um dos sintomas mais evidentes do climatério na pré-menopausa. Durante apenas um dia a mulher pode sentir todos tipos de emoções em questão de minutos.

Queda de cabelo

Com o baixo nível de estrogênio durante o climatério, a produção de colágeno também diminui. Os fios do cabelo ficam sem brilho e força, resultando na queda de cabelo.

Pele seca

O colágeno é um dos principais responsáveis para a qualidade da pele. Quando está em um nível mais baixo por causa da falta de estrogênio, como no climatério, a pele fica mais seca e fina.

Unhas fracas

Assim como o cabelo, o baixo nível de estrogênio influencia diretamente na qualidade das unhas. No período de climatério, elas podem ficar mais sensíveis e quebrar com facilidade.

Secura vaginal

O estrogênio é responsável pela lubrificação na parte íntima da mulher. Com as alterações causadas na fase do climatério, a mulher pode sofrer com secura vaginal. Esse sintoma pode resultar em dor durante relações sexuais.

Diminuição da libido

O desconforto da alteração no nível de hormônios sexuais no organismo e a secura vaginal pode atrapalhar a vida íntima da mulher no período de pré-menopausa e pós-menopausa do climatério.

Distúrbios noturnos

As ondas de calor podem atrapalhar até mesmo o sono da mulher durante a noite. A insônia é um dos sintomas do climatério que pode influenciar também nas alterações de humor durante o dia, causando irritabilidade.

Cansaço

Um dos principais sintomas no período de pré-menopausa e pós-menopausa do climatério é a indisposição. As alterações de humor, a insônia e a instabilidade de hormônios no organismo influenciam no cansaço durante o dia.

Mulher deitada

Ganho de peso

O metabolismo da mulher fica mais lento por causa das alterações hormonais no climatério. A queima de calorias é menor e a mulher tente a ganhar peso se não seguir uma dieta balanceada e praticar atividades físicas.

Depressão e ansiedade

Em alguns casos, a mulher pode sentir os efeitos do climatério mais intensamente no seu emocional. O surgimento de doenças como a depressão e a ansiedade pode ser resultado desse período e, por isso, o acompanhamento médico no período do climatério é essencial.

Como é feito o Diagnóstico?

Os médicos que podem dar o diagnóstico para a mulher que está passando pela fase do climatério são o ginecologista ou o clínico geral. Através de exames para medir os níveis de hormônios FSH e estradiol, o especialista poderá indicar qual o melhor tratamento para a pré-menopausa e a pós-menopausa.

Consulta médica avaliando climatério

Em casos de menopausa precoce, quando o organismo sofre com uma falência prematura de ovários, os sintomas anteriores podem não ser identificados como climatério. No entanto, a mulher pode ter dificuldade para engravidar por conta dos baixos níveis de hormônios sexuais. Outro fator que pode indicar uma menopausa precoce é a irregularidade na menstruação. Por esse motivo, a atenção nas alterações dos ciclos é muito importante, e o acompanhamento médico deve ser frequente.

Tratamento para o Climatério

Reposição hormonal

O estrogênio e a progesterona são hormônios de extrema importância para o organismo feminino, e sua falta pode desencadear uma série de problemas no dia-a-dia. Para ajudar com os sintomas da pré-menopausa, a mulher pode optar pela reposição hormonal, para deixar os níveis dos hormônios mais estáveis e evitar doenças cardiovasculares e a osteoporose. É importante lembrar que o tratamento deve ser feito sob consulta médica, pois pode haver contraindicações dependendo de cada caso.

Atividade física e alimentação

Como visto antes, a falta de estrogênio resulta no ganho de peso e em outros problemas. Por isso, uma prática regular de exercícios físicos é essencial e pode ajudar até mesmo na disposição da mulher durante o climatério.

Uma alimentação saudável também influencia no dia-a-dia feminino durante as fases do climatério. O consumo de produtos industrializados deve diminuir, e uma dieta com legumes, frutas e verduras deve ser adotada para a prevenção de doenças.

Fontes:

https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S1413-81232004000100016&script=sci_arttext&tlng=pt

http://www.producao.usp.br/handle/BDPI/3934