Gravidez na Menopausa

A menopausa é a última menstruação na vida da mulher, e seu diagnóstico só pode ser dado quando se completa 12 meses sem ciclo ovulatório. Esse fenômeno natural, que ocorre normalmente entre as idades de 45 e 55 anos, traz diversos efeitos para o corpo feminino, a maioria deles deixam dúvidas como, por exemplo, a chance de ainda poder ter uma gravidez após a menopausa.

Muitos mitos foram criados em volta do assunto, mas a partir de agora eles irão ser revelados para que você finalmente descubra se é possível ou não ficar grávida na menopausa.

Teste de gravidez positivo

Primeiramente é preciso entender o que acontece no corpo feminino com a chegada da menopausa. A mulher, diferentemente do sistema reprodutivo do homem, possui um número de óvulos que, desde a primeira menstruação, começa a ser eliminado em cada ciclo. A menopausa marca o fim desses óvulos. O último ciclo da mulher é o resultado de uma grande alteração interna que inclui várias mudanças hormonais, causando os sintomas típicos da menopausa. Os hormônios sexuais não são mais produzidos como antes, e os ovários acabam parando de funcionar. A última menstruação marca o fim desse processo, ou seja, o fim da vida reprodutiva da mulher. Portanto, a mulher não pode engravidar naturalmente após a menopausa.

Entretanto, a mulher pode sim engravidar na primeira fase do climatério. Esse período faz parte do processo até chegar a menopausa, e é nele que os primeiros sintomas como dor de cabeça, menstruação irregular, ondas de calor, insônia e mudanças de humor são sentidos.

Nesse momento, os níveis de hormônios sexuais estão diminuindo, porém ainda existem, e os ovários não deixaram de ovular. Os casos são raros, mas a mulher que não usar métodos contraceptivos nas relações sexuais e ainda não teve a menopausa pode ficar grávida durante o climatério.

Os cuidados para a Gravidez no Climatério

A atenção na gravidez nesse período deve ser redobrada, pois os riscos são muito maiores para as mulheres com mais de 40 anos. Como os hormônios que ajudam na fertilização estão num nível mais baixo, diversos fatores podem prejudicar tanto a mãe quanto o bebê.

Barriga de grávida

Os sintomas da gravidez tardia, como é chamada nesses casos, são os mesmos da gravidez comum, como enjoos, mudanças de humor, tonturas e dores de cabeça. Algum deles podem ser confundidos com os sintomas da pré-menopausa e, por isso, o acompanhamento médico no caso de falta de menstruação é muito importante para que a razão seja identificada.

Após descobrir a gravidez, a mulher com mais de 40 anos de idade precisa ter em mente que a gestação nesse período é considerada de risco por especialistas. As chances do bebê sofrer alterações que resultam em síndromes, como a Síndrome de Down, são maiores, portanto, o pré-natal deve ser iniciado imediatamente com um ginecologista, e exames de sangue e ultrassom serão realizados com mais frequência do que uma gravidez comum, para observar o desenvolvimento do bebê.

Segundo especialistas, os riscos da mãe desenvolver diabete gestacional ou sofrer um aborto são maiores. No caso de diabete, a mulher que for diagnosticada deve seguir uma dieta com poucos carboidratos e praticar regularmente exercícios físicos moderados para a gestação. Tudo isso sempre com a consulta de um médico, pois pode haver contraindicações dependendo de cada caso.

Menopausa Precoce e Gravidez

Cerca de 1% das mulheres acaba entrando no climatério antes do tempo normal, resultando futuramente numa menopausa precoce. As causas da falência ovárica precoce podem ser naturais, como no caso de genética. Mulheres que passaram por procedimentos de quimioterapia ou radioterapia também podem ser afetadas. Novamente é importante lembrar que um médico deve ser consultado sempre que houver irregularidades na menstruação, pois em casos como esse, as consequências podem ser desvantajosas para mulheres que pretendem engravidar. Em alguns casos, no entanto, se a menopausa precoce for identificada ainda no período de climatério da mulher, ela pode adotar providências para que possa ter filhos.

Como Engravidar na Menopausa?

Alguns tratamentos tornam a gravidez possível para mulheres que estão no climatério ou já passaram pela menopausa. A Fecundação in Vitro é um procedimento em que a mulher recebe óvulos de uma doadora para que realize o sonho de ter filhos.

Fertilização in vitro

Outro método que pode ser adotado, é o congelamento dos óvulos para uma futura gravidez. No entanto, os resultados positivos são menores, e alguns especialistas não indicam o procedimento.

É recomendável que uma conversa detalhada com o ginecologista seja feita antes de tomar qualquer decisão, pois ainda pode existir riscos durante a gestação.

 Como evitar a Gravidez no Climatério?

Se a menstruação irregular for realmente por consequência do climatério, a mulher que não deseja engravidar deve continuar usando métodos contraceptivos, como a camisinha ou a pílula anticoncepcional, para evitar uma possível gestação.

Fontes:

http://www.arturdzik.med.br/pdfs/folha5.pdf

https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0102-311X2000000300036&script=sci_arttext&tlng=en